Conheça a AcF

Fique a conhecer tudo sobre nós

A AcF é constituída por um grupo de farmacêuticos empenhados em posicionar a farmácia comunitária enquanto instituição prestadora de cuidados de saúde de valor clínico acrescentado. Disponibiliza serviços de consultoria e formação profissional, embora o seu foco seja a prestação de serviços farmacêuticos, em particular, de Acompanhamento Farmacoterapêutico.

Razão de Ser

A prestação de Acompanhamento Farmacoterapêutico exige tempo e formação específica (1). Tal tem dificultado a implementação efetiva deste serviço pelas farmácias comunitárias. Por outro lado, o modelo de remuneração tradicional está esgotado sendo certo que outros modelos de remuneração baseados nos resultados clínicos provenientes da prestação de um serviço clínico pelo farmacêutico poderão ser adotados. A AcF surge como forma de ultrapassar as barreiras de implementação deste serviço e, por outro lado, de gerar evidência da mais-valia clínica do farmacêutico. Contribui, ainda, no imediato, para a sustentabilidade económica da farmácia(2).

(1) Brazinha I, Fernandez-Llimos F. Int J Clin Pharm (2014) 36:1031-1038

(2) Dados em publicação

Missão

Acrescentar valor à atividade do farmacêutico.

Ajudar as farmácias comunitárias a implementar de forma contínua, sistemática e documentada o serviço de Acompanhamento Farmacoterapêutico, desde a formação de toda a equipa, até à execução do serviço e criação de evidência.

História

Fundada em 2008, a AcF nasce no seio do Grupo de Acompanhamento Farmacoterapêutico de Évora (GAFE), idealizada por dois dos seus membros. Pese embora os diversos esforços deste grupo de farmacêuticos interessados pela área do Acompanhamento Farmacoterapêutico, na verdade não conseguiram a implementação efetiva do serviço nas suas farmácias, apesar da reconhecida mais-valia clínica, do seu empenho pessoal e de alguns casos pontuais. Perceberam então a necessidade de dissociar as atividades habituais do farmacêutico comunitário da prática de Acompanhamento Farmacoterapêutico. A necessidade de formação específica, de aquisição de novas competências, de tempo para o estudo de casos e de separar as atividades clínicas das atividades de balcão ligadas ao produto, assim o determinaram. Surgiu então a AcF, uma empresa destinada à formação profissional de farmacêuticos integralmente dedicados à prática de Acompanhamento Farmacoterapêutico e que pudessem prestar o serviço em nome da farmácia comunitária.

unadjustednonraw_thumb_4520

TESTEMUNHOS | RECONHECIMENTOS

Conheça a opinião que têm sobre nós

  • “Quero uma vez mais agradecer a sua amabilidade, simpatia, dedicação e energia positiva que me tem dado para o meu restabelecimento físico e psicológico. (...) Permita-me que lhe diga que a minha auto-estima aumentou com a   consulta, a energia que me passa produz mais efeito que uma caixa de   sertralina! Modestamente penso que este acompanhamento (...) é uma   mais valia bastante positiva para o paciente (...).”
    AS, doente integrado em consulta de Acompanhamento Farmacoterapêutico (excerto de um e-mail enviado no âmbito do seu processo terapêutico)
  • “Prezados Senhores, Sabedouro, desde 18/03/2009 que sou Hipertenso, e sendo acompanhado pela Dra. Mónica Condinho desde 08/04/2009, venho comunicar, com grande satisfação, pela dedicação, presteza e eficiência, o belíssimo trabalho prestado. Saliento, que desde então, sinto-me mais confiante e seguro. Menciono, também, que toda equipe faz mérito de elogios. Parabéns, pelo Excelente trabalho prestado à população”
    NN, doente integrado em consulta de Acompanhamento Farmacoterapêutico (carta enviada à farmácia)
  • “Dra. Mónica, Antes de mais, desejo cumprimenta-la e agradecer-lhe a carta que me enviou pois denota grande apreço e muita qualidade no atendimento aos seus utentes. Em relação à D. XXXXX e atendendo às alterações efetuadas sugiro o seguinte: Manter o captopril 25 – 3x/dia Associar o Diulo com o Lasix de manhã em jejum (parar o Lasix à tarde) Se tiver dúvidas poderá contactar-me por telemóvel XXXXX. Com os meus melhores cumprimentos.”
    Médico cardiologista
  • “Dra. Mónica Condinho, Venho agradecer-lhe a informação prestada sobre a medicação da D. XXXXX, assim como os valores tensionais e glicemias, o que, creia-me, foi muito útil. Permita-me que lhe diga que está a fazer um excelente trabalho. Sem outro assunto, receba os meus cumprimentos.”
    Médico cardiologista
  • “Dra. Mónica Condinho: As minhas saudações. Tenho observado o Sr. XXXX com queixas persistentes de prurido generalizado, ocasionalmente com discretas lesões cutâneas. O quadro inicialmente poderia ser compatível ou com toxidermia a um dos fármacos que tomava ou fazer parte de síndrome paraneoplásico. Apesar de ter efetuado biópsia, análises diversas, não temos de momento elementos claros para apoiar estas hipóteses, embora considere cada vez menos provável a hipótese de R.A. a fármaco. (...) Fica em observação SOS com indicação de voltar em caso de necessidade.”
    Médico dermatologista
  • “Dra. Mónica, Muito aprecio os seus cuidados com a D. XXXX. É uma doente que não é fácil controlar, porque com o Herbesser tem edemas dos M. Inf., não pode fazer ß–bloq. por causa da asma, pelo que nos resta aumentar Adalat 30  60 se não tiver agravamento dos edemas dos M. Inf. Com os meus melhores cumprimentos”
    Médico cardiologista
  • “Dra. Mónica Condinho Aconselho a D. XXXX manter a terapêutica que vem fazendo, mas passar ao Cozaar 100 (1/dia). Também aconselho Gabapentina 600, devido à sua Neuropatia Diabética, referindo queixas de parestesias membros inferiores. Com os meus cumprimentos, grata pela atenção.”
    Médico endocrinologista
  • “Prezada Dra. Mónica Obrigada pela sua carta referente à Sra. D. XXXX. Os hematomas devem ser da associação de clopidogrel e aspirina. Decidi parar com: Aspirina Cordarone Optei por reiniciar Vastarel LM – 1 cp 2x/dia O edema pareceu-me melhor pelo que deve manter Herbesser Com os melhores cumprimentos.”
    Médico cardiologista
  • “Exma. Sra. Dra. Mónica Condinho Apesar do que me diz, a boa experiência que tenho tido com Zonegran e o facto de estar com baixa dose e crises fazem-me aumentar a dose para 200 mg à noite. (...) Obrigado pelo seu cuidado.”
    Médico neurologista
  • “Acompanhamento Farmacoterapêutico é o nome oficial de um anjo-da-guarda. Olho o telemóvel e atendo a chamada com alegria, que sim, o tratamento está a funcionar!
Já vão dez anos desde a criação deste tipo de apoio ao utente e, porém nunca se ouve falar dele. Da proximidade humana das palavras entendíveis.
Algo falha neste 'campo de batalha' de interesses que se combatem... E quem perde? O cidadão, pois...”
    IF, doente integrado em consulta de Acompanhamento Farmacoterapêutico (publicação no facebook)